Prescrição de Não Prescrição de Antibióticos

Você conhece uma prescrição de não prescrição? Isso mesmo, essa é uma campanha construída pela 'Public Health England', agência do departamento de saúde inglês, sobre o uso consciente de antibióticos e a conscientização da resistência antimicrobiana. 


A campanha que tem o nome 'Keep Antibiotics Working' (Mantenha Antibióticos Funcionando) produziu formulários de não prescrição de antibióticos (como o formulário abaixo produzido pelo Instituto Brasileiro para Segurança do Paciente) para serem distribuídos por profissionais de saúde que atendam pacientes com queixas que não necessitam de antibióticos.



Essa iniciativa tem como objetivo justamente conscientizar a população leiga e os profissionais de saúde sobre os riscos do uso desnecessário de antibióticos e com isso, combater a resistência antimicrobiana -um grave problema de saúde global. O surgimento de bactérias resistentes aos antibióticos tem origem principalmente do uso inadvertido desses medicamentos, como em infecções provavelmente por vírus (os quais não são combatidos por antibióticos).


Estudos revelam que cerca de 25 mil pessoas morrem a cada ano na europa devido a infecções resistentes à antibióticos. Apenas 10% das dores de garganta e 20% das sinusites agudas se beneficiam do uso de antibióticos, apesar da proporção do uso de antibióticos ser muito maior. 


A ideia de uma não prescrição pode parecer besta, mas vem trazendo bons resultados no Reino Unido: 80% dos pacientes que receberam o formulário afirmam que é pouco provável que voltem a pedir prescrição de antibiótico.


E você, já fez uma prescrição de não prescrição? Ou já recebeu alguma?