Análogos de GLP-1 Reduzem Desfechos Cardiovasculares?



Nesta semana, foi publicado no Lancet o estudo REWIND, o qual demonstrou redução de desfechos cardiovasculares pelo uso da Dulaglutide (análogo de GLP-1) em pacientes diabéticos com ou sem história prévia de doença cardiovascular!


Outros estudos demonstrando a eficácia de análogos do GLP-1 em reduzir desfechos cardiovasculares já haviam sido publicados anteriormente, como o EXSCEL (exenatide), o LEADER (liraglutide), o SUSTAIN-6 (semaglutide), o ELIXA (lixisenatide) e o Harmony Outcomes (albiglutide). No entanto, o REWIND se diferencia dos trials prévios pelo fato de apenas 31% dos pacientes apresentarem DCV no base-line, o que faz com que a população do estudo seja de prevenção primária, em sua grande maioria.

Sendo assim, o REWIND demonstrou, pela primeira vez, a eficácia de um anti-diabético (além da metformina) em reduzir desfechos cardiovasculares em pacientes sem história prévia de DCV.


As novas evidências científicas que aparecem sobre o benefício dos análogos de GLP-1 devem ser consideradas para o manejo da glicemia no paciente diabético tipo 2 com ou sem doença cardiovascular prévia.


No entanto, apesar da boa eficácia e potência dessas drogas, elas ainda são pouco utilizadas no Brasil pelo fato do custo ser relativamente alto e não serem disponibilizadas no SUS, além de serem drogas injetáveis. Talvez exista também um certo medo dos efeitos colaterais delas, apesar do REWIND e outros estudos já terem demonstrado segurança quanto ao uso.


Esse é uma importante novidade na ciência e no tratamento do diabetes mellitus tipo 2, o qual está evoluindo cada vez mais! 


Caso queira saber mais sobre diabetes e o seu tratamento (incluindo os análogos de GLP-1), vai lá no nosso post de Diabetes para dar uma lida!